APELAÇÃO. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. SUPOSTA FALHA NA 0019475-45.2015.8.16.0017

  Hospital

 APELAÇÃO. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. SUPOSTA FALHA NA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO DO HOSPITAL E DO PLANO DE SAÚDE. AUTORA GRÁVIDA COM SANGRAMENTO. ATENDIMENTO MÉDICO DE URGÊNCIA. PERÍCIA QUE ATESTA A ADOÇÃO DE PROCEDIMENTOS ADEQUADOS. AUSÊNCIA DE DEFEITO NA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO E DE NEXO DE CAUSALIDADE COM O DANO SOFRIDO – ABORTO. RESPONSABILIDADE CIVIL NÃO CONFIGURADA. SENTENÇA MANTIDA. APELO DESPROVIDO. 
(TJPR – 10ª C.Cível – AC – 0019475-45.2015.8.16.0017 – Maringá – Rel.: Desembargadora Ângela Khury – J. 11.05.2020)