APELAÇÃO CÍVEL – AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS MATERIAIS E 0003249-40.2017.8.16.0131

  Hospital

APELAÇÃO CÍVEL – AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS MATERIAIS E MORAIS – ÓBITO DA ESPOSA E GENITORA DOS AUTORES POR COMPLICAÇÕES NO PÓS CIRÚRGICO – ERRO MÉDICO – INOCORRÊNCIA – ELEMENTOS PROBATÓRIOS DOS AUTOS INDICANDO QUE O MÉDICO ADOTOU TODAS AS MEDIDAS PARA O MELHOR TRATAMENTO DA PACIENTE – NEGLIGÊNCIA NÃO VERIFICADA – INFECÇÃO HOSPITALAR – INDÍCIOS DE QUE TENHA SIDO CONTRAÍDA POR BACTÉRIAS DA PRÓPRIA FLORA INTESTINAL DA PACIENTE – TERMO DE CONSENTIMENTO ASSINADO PELA PACIENTE CONSTANDO A INFORMAÇÃO DE QUE PODERIA HAVER COMPLICAÇÕES NO PÓS CIRÚRGICO – AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO DE QUE O HOSPITAL TIVESSE DEIXADO DE TOMAR AS CAUTELAS DEVIDAS PARA EVITAR A OCORRÊNCIA DE INFECÇÃO HOSPITALAR –   SENTENÇA MANTIDA – INAPLICABILIDADE DO ART. 85, §11 DO CPC.RECURSO DE APELAÇÃO NÃO PROVIDO.
(TJPR – 8ª C.Cível – AC – 0003249-40.2017.8.16.0131 – Pato Branco – Rel.: Desembargador Gilberto Ferreira – J. 18.05.2020)